A FORÇA DA MULHER DO CAMPO

Quando se trata de pequenos e médios produtores rurais há um ponto em comum na maioria dos casos. A união da família na lida com os trabalhos na propriedade. Com organização e dedicação, famílias atuam e desenvolvem agricultura e pecuária, buscando melhorias e inovações para um melhor desempenho e diversificação.
A participação da mulher no campo é primordial, pois em muitos casos é ela quem dá o suporte necessário para que os homens tenham a possibilidade de atuar em mais de uma frente. Mas em outros, a mulher é quem comanda a propriedade, trazendo um espírito empreendedor e um olhar detalhista que faz a diferença.

GUARANIAÇU
Este é o exemplo da cooperada de Guaraniaçu, Inês Cortina Costenaro. Dentro dos 19 alqueires de sua propriedade, ela desenvolve agricultura e pecuária leiteira, assim como a suinocultura, com a participação de seus dois filhos e mais um funcionário contratado. Na parte de Leite, são 110 animais, sendo 50 em lactação e 50 novilhas em seu plantel. “Em nossa propriedade utilizamos a maior parte para a pecuária leiteira, sendo apenas quatro alqueires para agricultura, onde produzimos pastagens. Nosso foco principal na atividade é justamente porque é o que melhor sabemos e podemos produzir em nossa área”, explicou a cooperada. A média do plantel em lactação gira em torno de 750 litros de leite ao dia, mas a intenção da cooperada é aumentar essa produção. “Estamos investindo na melhoria da estrutura de alimentação dos animais e com isso queremos aumentar o plantel e juntamente a média de produção ao dia”, explicou Inês.

RAÇÕES PRIMATO
Para que a produção possa ser equilibrada e de alto rendimento, a cooperada utiliza as rações Prima Raça em seu plantel. “Excelente a ração da Primato, não tem comparação, a produção é muito melhor, os animais ficam mais sadios, sendo possível notar no pelo e nos cascos a diferença”, enalteceu Inês que complementou, “até utilizei outras mas voltei para as rações da Primato e hoje não troco”.

COOPERATIVA
Sobre a relação com a cooperativa, Inês faz questão de ressaltar que está satisfeita com o trabalho da Primato. “Estamos muito felizes com a relação com a cooperativa, pois recebemos a assistência periodicamente, compramos as rações e o que precisamos na Loja agropecuária de Guaraniaçu”, enfatizou a cooperada que concluiu, “fazer parte da cooperativa é muito importante, pois sabemos que é diferente das outras empresas, por isso, a nossa satisfação”.

 

Voltar