A FORÇA DA INTEGRAÇÃO

A busca pela diversificação na propriedade rural é na atualidade o que mais viabiliza, otimiza e amplia as fontes de rendimentos do homem do campo. Mas para que isso ocorra de forma assertiva é necessário planejamento, organização e parceria certa no desenvolvimento das atividades escolhidas. Alguns produtores rurais, além da agricultura, optam por uma atividade pecuária como meio de alternativa, porém, outros vão além e produzem duas  ou mais, sendo as principais, corte, leite, suínos e aves. E se operacionalizado de maneira correta, é possível ter êxito em todas elas.

TOLEDO
Este é o exemplo que vem da família Zimmermann, de Novo Sarandi , distrito de Toledo, oeste do Paraná. O cooperado Delcio Zimmermann atua em duas propriedades, sendo uma de 5 e outra de 5,8 alqueires, conta com granja de suínos e também gado leiteiro. “São duas propriedades que temos aqui, em uma delas é apenas a parte agrícola, com soja no verão e milho na safrinha, e nesta onde temos a residência temos a granja de suínos, com 1.300 animais em fase de terminação, na integração via Frimesa”, explicou Delcio que ainda complementou, “geralmente ficam em nossa granja entre 110 e 120 dias e neste momento (final de novembro) estão findando um terço deste período”. A suinocultura é o carro chefe do cooperado na parte de pecuária, mas há também um plantel de gado leiteiro. “Temos um plantel de 15 animais, sendo 11 deles em lactação, onde mantém uma média de 130 litros de leite ao dia”, relatou Delcio.

RAÇÕES PRIMATO
Sobre o uso das rações da Primato o cooperado nos contou que considera como satisfatória. “No caso da suinocultura somos produtores integrados e a ração faz parte deste processo, porém posso classificar como muito boa, afinal, a sanidade dos animais é positiva, engorda no padrão estabelecido pela cooperativa e com poucos problemas no decorrer do período que aqui ficam”. Por sua vez no gado leiteiro, Delcio explicou que utiliza a ração como suplemento. “Utilizamos a ração mais como suplemento, já que utilizamos a silagem e milho de produção da lavoura, mas podemos dizer que é boa, principalmente em sanidade e produção”.

COOPERATIVA
Sobre a relação com a cooperativa Delcio nos contou que está contente com a parceria. “É uma relação boa sim, pois temos a assistência técnica periódica,  auxiliando e alinhando os padrões estabelecidos na produção suína. Temos boas negociações no que é preciso para a parte de insumos, medicamentos, além das rações”. O Zimmermann ainda concluiu que mesmo com pouco tempo sendo cooperado, é possível ver as vantagens. “Este é o nosso quarto lote de suínos que estamos desenvolvendo, sendo que somos cooperados há um ano e meio, porém classifico como positivo nossa relação e sabemos que a cooperativa representa os interesses dos produtores integrados e isso faz a diferença para podermos ter agricultura e pecuária em nossa propriedade”.

Voltar